sexta-feira, outubro 29, 2010

Aposentado faz bebiba com água da chuva, levedura e mel

Em Campo Bom, aposentado faz bebiba com água da chuva, levedura e mel



Comunidade | sexta-feira, 29 de outubro de 2010 - 07h58


Em Campo Bom, aposentado faz bebiba com água da chuva, levedura e mel

Após vários anos de experiência com apicultura, Ivo Ernani Maldaner construiu uma fábrica artesanal.

Moacir Fritzen/ Da Redação Comente esta notícia




Campo Bom - A combinação de água da chuva, levedura especial e mel resulta no hidromel. E um mestre de obras aposentado, de Campo Bom, resolveu apostar na produção da bebida alcoólica milenar, que pelos povos antigos chegou a ser considerada um néctar dos deuses e também era muito apreciado por guerreiros. Após vários anos de experiência com apicultura, Ivo Ernani Maldaner, 79 anos, construiu uma fábrica artesanal. Ele acredita ser o único a fabricar e vender o produto na região. "São raros os fabricantes no Brasil."

Cerca de mil litros do licor são engarrafados a cada ano pelo produtor campo-bonense. Os 22 garrafões de diferentes capacidades de armazenamentos foram comprados em Curitiba-PR, enquanto as válvulas em Alvorada-RS.

O hábito da leitura foi o ponto de partida para descobrir os processos de fabricação do hidromel. O aposentado também viajou à Alemanha para visitar duas fábricas.

Egípcios, gregos e romanos produziam o hidromel.

Existem insinuações de que bárbaros brindavam suas vitórias com hidromel servido nos crânios dos inimigos mortos.

Entre os anos 1.000 e 1.400, a bebida era muito apreciada e sempre servida aos hóspedes.

O hidromel era servido aos recém-casados durante um ciclo lunar. Havia a crença de que a bebida era afrodisíaca. Especula-se que a expressão Lua de Mel tenha origem nessa tradição.

A bebida era reservada aos nobres e os plebeus podiam apreciá-la somente durante as núpcias. Na Mitologia Nórdica, o hidromel era considerada a bebida dos deuses.

O CUSTO

As garrafas de 750 mililitros são vendidas por 20 reais diretamente ao consumidor, enquanto que as de 375 mililitros custam 11 reais
A fábrica artesanal fica na Rua Santa Teresinha, 259, em Campo Bom
Ivo Ernani Maldaner expõe o produto em feiras na região e tem dois pontos de venda em Porto Alegre
Contatos pelo telefone (51) 3597-1082 (51) 3597-1082

Processo

A fabricação do hidromel demora 12 meses. A água da chuva passa por um processo de filtragem antes de ser misturada com o mel e a levedura importada da suíça. A proporção geralmente é o dobro de água do que de mel. O líquido fica armazenado nos garrafões fechados para a fermentação. "Não pode entrar ar e não é indicado usar água da torneira por conter substâncias como o cloro", reforça Maldaner. As válvulas de vidro instaladas acima do gargalo garantem a vedação.

Foto: Néia Dutra/GES


Fonte: Jornal NH - 29/10/2010

Nenhum comentário: