quinta-feira, dezembro 02, 2010

Deformar ou reformar hábitos através da interação

Deformar ou reformar hábitos através da interação
Bere Adams


Todos sabemos que do jeito que está não podemos continuar, se estivermos preocupados com a sustentabilidade da vida no Planeta Terra, então, mudar é preciso, e já! Mas também sabemos que nenhuma mudança que acontece da noite para o dia, vinga (se é que acontece), porque mudança exige tempo, adaptação, paciência, experimentação, porém, em relação às questões ambientais, temos pouco tempo para o muito a fazer. A ideia de pouco tempo também nos assusta, porque tudo na natureza é lento, gradual. Já perceberam que a natureza não tem pressa para nada? Nós sim, que estamos sempre hipnotizados pelos ponteiros do relógio que ficam “tiquetaqueando” em nossas cabeças...


Pergunto, então, como será possível promover as mudanças que precisamos, em nós mesmos e na coletividade?


Penso que só se muda agindo diferente, e é isso que precisamos fazer, agir de novas formas, mas agir consciente de que cada ação nossa tem relação com um todo maior, sempre.


Nossos hábitos foram, de uma certa forma, formados, e agora, precisam ser “deformados”, ou “reformados”.


Se mudar não é fácil, vamos encontrar forças no coletivo para uns ajudarem aos outros em seus processos de mudança, não através de críticas ou apontando o dedo no nariz dizendo: “Isto está errado!”, mas através do entrelaçamento de ideias e da troca de experiências que são promovidas pelos mais diversos setores da sociedade, principalmente pelas ONG's. Para isto existem as redes sociais, educacionais, institucionais ou não, presenciais ou virtuais. Através delas é possível conhecer experiências fantásticas, ler textos sensibilizadores, conhecer pessoas iluminadas e, quando menos esperamos, a mudança que queremos já começou em nós mesmos.


(Homenagem para os peixes mortos do Rio dos Sinos/RS)
Imformativo Apoema 84

Nenhum comentário: