quarta-feira, janeiro 12, 2011

Crianças brasileiras são as que menos se preocupam com o meio ambiente

Crianças brasileiras são as que menos se preocupam com o meio ambiente


Do Diário OnLine

Pesquisa divulgada nesta terça-feira pela emissora de TV paga Nickelodeon revela que o Brasil é o País onde se menos pratica esporte nas escolas, em toda a América Latina. Intitulado ‘Geração 5.0 - Os Novos Pilares da Infância'', o estudo aponta ainda que o jovem brasileiro é o que menos se preocupa com o meio ambiente e sustentabilidade e que menos de 39% das nossas crianças tiveram contato real com a diversidade.


Com relação à atividade física, o levantamento mostra que o índice de prática de esportes nas escolas brasileiras é o menor da América Latina. A escola é o lugar onde as crianças mais praticam esportes, segundo os pais, mas as escolas não têm valorizado ou priorizado essa atividade.


Dados indicam que a prática de esportes e atividades físicas vem perdendo força e perdendo espaço para outras brincadeiras e atividades. Um exemplo é constatação de que 50% das crianças jogam futebol "real" enquanto 87% jogam vídeo-game.


Para realização da pesquisa, foram ouvidas crianças e mães no Brasil, Argentina, Chile, México, Colômbia, Venezuela e Peru.


Sustentabilidade - De acordo com a Nickelodeon, o México é o país que mais dá atenção ao meio ambiente, com 84%, seguido de Venezuela (73%), Colômbia e Chile (70%), Argentina (68%) e por último Brasil, com 56%.


Conforme as entrevistas realizadas, as crianças hoje em dia não sabem muito o que fazer pelo tema, mas desempenham o básico: não jogam lixo na rua, não ficam mais do que 15 minutos no banho, não desmatam a natureza, não escovam os dentes com a torneira aberta e não imprimem muitas folhas.


Além disso, os pequenos costumam adotar ações ecológicas promovidas por empresas, como plantar árvores e usar folhas recicláveis.


Criatividade - O levantamento revela que 84% das mães acham extremamente importante estimular a criatividade dos filhos, mas ainda são bastante tradicionais em relação às atividades criativas.


Das mães entrevistadas, 78% afirmam que assistir programas infantis é uma atividade que estimula a criatividade dos filhos, 72% concordam que desenhos estimulam seus filhos e uma em cada duas mães acha que jogos interativos na internet estimulam a criatividade dos filhos.


Diversidade - Dados apontam que pais e filhos estão abertos ao diferente. Pelo menos no discurso - 96% das mães estimulam os filhos a respeitar pessoas com deficiências físicas ou mentais e 73% diz preferir que seus filhos tenham contato com pessoas de diferentes níveis sociais. Apesar disso, apenas 10% sempre tem contato com pessoas com problemas visuais ou auditivos contra 39% que nunca tiveram.


Fonte: Diario do ABC - quarta-feira, 12 de janeiro de 2011 12:21

Nenhum comentário: