quarta-feira, agosto 10, 2011

Prêmio EcoPET


Prêmio EcoPET

A ABIPET instituiu em 1999 o Prêmio EcoPET, que premia as boas idéias e iniciativas em prol da reciclagem demateriais. 

O Troféu EcoPET foi idealizado pela artista plástica Rita Maia e representa a matéria-prima, seu acabamento e seu retorno ao ciclo produtivo. É realizado em resina poliéster, que contém PET reciclado na composição.


A Edição 2011 do Prêmio apresenta a nova Categoria Tecnologia, que premiará produtos desenvolvidos com PET reciclado.


Confira novo link ao final da página! 

Em 2010 aconteceu a 11ª edição do prêmio, por onde passaram mais de 600 inscrições. Confira abaixo os vencedores 2010 nas seis categorias.

Educação Ambiental:
O projeto Percussucata, de autoria do professor de Brasília Marcelo Capucci, foi o vencedor do Prêmio EcoPET na categoria Educação Ambiental. O trabalho se destacou por fazer uso de vivências musicais, divulgar informações ambientais e reciclar PET para o desenvolvimento da consciência ambiental e de cidadania de alunos do ensino fundamental.
O Percussucata já beneficiou 26.285 alunos de escolas públicas da periferia do Distrito Federal, que recebem as informações sobre o PET de seus professores antes do show de percussão que o professor apresenta com instrumentos musicais. Os alunos recebem ensinamento sobre meio ambiente, participam do show e aprendem que é possível fazer música a partir de garrafas PET. Com três anos e meio de duração, já visitou muitas escolas da periferia.

Pesquisas e Processos:
PetGol foi o vencedor do Prêmio EcoPET na categoria Pesquisas e Processos. O futebol de dedo foi desenvolvido pelo empresário especializado em brindes promocionais sustentáveis, Alexandre Henrique Oliveira, da Ecobrindes, de São Paulo, quando resolveu aproveitar o acesso a uma gama de matérias-primas para produzir o novo jogo.
Lançado na época da Copa 2010, cada unidade do futebol de dedo é responsável por retirar do meio ambiente quatro garrafas de 2 litros de PET e 250 gramas de papel. Com design atraente, já vendeu mais de 15 mil unidades em todo o Brasil. 

Coleta e Separação:
As empresas Unnafibras e Ecofabril, Associadas da Abipet e duas das maiores recicladoras de PET do Brasil, ofereceram o Prêmio desta categoria. A ONG Associação dos Agentes Recicladores do Crato (AARC), no Ceará, foi a vencedora do Prêmio EcoPET na categoria Coleta e Separação. A AARC reúne 20 associados remunerados por produção, que ganham entre R$ 250,00 e R$ 320,00. Coleta entre 5,6 e 6,8 toneladas de material reciclável por mês, sendo que 10% do volume é de garrafas de PET.
Com cinco anos de existência, a AARC nasceu do cadastramento de catadores realizado pela Secretaria do Meio Ambiente e Controle Urbano de Crato, em parceria com a Universidade Regional do Cariri. Entre seus objetivos destaca-se a reintegração social do catador através da geração de renda e ações de cidadania, contribuindo para a destinação adequada dos materiais recicláveis. 

Reportagem Ambiental:
A categoria Reportagem Ambiental premiou a jornalista Martha San Juan França, do jornal Brasil Econômico,  pela reportagem intitulada “Indústria de PET reciclado é maior que coleta”.

A categoria conferiu ainda duas menções honrosas. A revista Isto É foi destacada pela reportagem “O vai evem globalizado do lixo”, do jornalista André Julião, e o programa “Trilhas do Brasil” - transmitido pelo SBT de Goiânia - pela série de reportagens “Coleta seletiva – uma atividade sócio-ambiental”, da jornalista Rosângela Aguiar.

Ação da Empresa:
O vencedor do Prêmio EcoPET na categoria Ação de Empresa foi o Instituto HSBC Solidariedade, com o trabalho ComPETção. Em forma de gincana, o trabalho visou sensibilizar e incentivar os 3,5 mil colaboradores da instituição financeira em todo o País a fazerem a coleta e reciclagem do PET. Além de ter contribuído para a maior integração e o exercício da cidadania dos envolvidos, beneficiou diretamente 19,5 mil pessoas.
  
Arte e Moda:
Com o Prêmio oferecido pela Associada Amcor, a artista plástica Adriana Honório, que produz roupas e luminárias em parceria com o Instituto Ipê, de Uberlândia (MG), venceu, pela segunda vez, o Prêmio EcoPET na categoria Arte e Moda. A artesã e seus dois assistentes utilizam as técnicas de tecelagem, pintura, mosaico e criação de estruturas em arame emadeira. Os artigos são vendidos ou trocados por garrafas PET e o resultado da ação volta para o projeto Recicla Cerrado, mantido pelo Instituto (www.ipecultural.org.br).
O trabalho, que também visa a conscientização sobre o meio ambiente, gera para os artesãos um auxílio-bolsa de R$ 300,00, além de auxílio-alimentação, vale-transporte e lanches. O projeto inclui ainda o estímulo à educação, plano de desenvolvimento de carreira e saúde bucal. A proposta do projeto de artes plásticas gerou um batalhão de pessoas interessadas em aprender a técnica e promover a destinação adequada do PET.
 
A cada ano, o Prêmio EcoPET incentiva os melhores projetos referentes à reciclagem de PET, divulgando-os por diversas mídias, em prol do meio ambiente. 


Mais informações e inscrições até 30 de agosto em: http://www.abipet.org.br/index.html


Nenhum comentário: