quinta-feira, setembro 01, 2011

Amazônia, conta comigo!


Amazônia, conta comigo!


Ao Excelentíssimo Senhor Procurador Geral da República
Roberto Monteiro Gurgel Santos

E agora, quem poderá defender a Amazônia?
Nós, povo brasileiro!

O assunto Belo Monte é pauta diária na maioria dos meios de comunicação. Enquanto as máquinas da mega obra aceleram seus motores mirando o espaço mais sagrado do Planeta - em pleno Ano Internacional das Florestas -, por todos os cantos do País vozes clamam por misericórdia à vida de animais, árvores, comunidades locais e povos indígenas, um clamor que ecoa pelo mundo afora, mas que é tal qual um eco, volta sem uma resposta.

É sinal de que algumas vozes estão faltando neste coro, justamente as que nos representam politicamente.
Afinal, quem poderá defender a Amazônia?

Passeatas, abaixo-assinados, manifestações, não estão conseguindo resultados para impedir o avanço das máquinas sobre a vida amazonense. A megausina hidrelétrica, que vai expulsar mais de 40 mil brasileiros (entre indígenas e comunidades ribeirinhas) e que provocará um impacto ambiental incalculável, segundo a comunidade científica, está prestes a avançar sobre o coração da maior floresta tropical do Planeta.

Como cidadãos brasileiros, não nos conformamos com esse abuso de poder.

Perguntamos, então, ao Senhor Procurador Geral da República: Onde fica o nosso direito a um ambiente saudável e equilibrado, garantido pela Constituição Federal? E onde ficam os direitos dos povos indígenas e comunidades locais? E para que servem todas as pesquisas ambientais que comprovam os impactos que tal empreendimento irá provocar? Qual é o papel do IBAMA, da FUNAI, do MMA? São estas as vozes que silenciaram, evidenciando sua ineficiência.

Pensemos nas nossas crianças brasileiras, que vivenciam este drama. Elas são educadas a fecharem as torneiras enquanto escovam os dentes, a desligarem as luzes quando não utilizadas, são incentivadas a plantarem árvores, enquanto o poder público cruza os braços, ao invés de cumprir o seu papel que é o de defender os direitos humanos.


É dentro destes questionamentos que surge a sua figura, Sr. Procurador Geral da República, do Ministério Público Federal, a quem neste momento recorremos para que interceda por nosso direito. Entre suas atribuições está a de, perante o Superior Tribunal de Justiça, propor ação penal, representar pela intervenção nos Estados e no Distrito Federal e representar pela federalização de casos de crimes contra os direitos humanos, entre outras.

Exercendo o direito que nos cabe, e baseados nas atribuições do Procurador Geral da República, é que viemos publicamente solicitar a Vossa Senhoria que tome uma atitude diante este crime ambiental que fere também os direitos humanos. Contamos com o seu apoio para evitar esta tragédia ambiental programada.

Nome:
CPF:
Cidade:
Estado:
_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _  _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ 

(Se você concorda que temos o direito e o dever de salvar a Amazônia, copie o texto da carta, escreva seu nome, inclua CPF, Cidade, Estado e envie e-mail para o endereço listado abaixo e divulgue para seus contatos. Eu já estou fazendo isto) 


MPF – Seu direito – Nosso dever” - Este é o slogan do site do Ministério Público Federal

Procurador Geral da República Roberto Monteiro Gurgel Santos
chefiagab@pgr.mpf.gov.br





Contamos com tod@s vocês, Berenice Gehlen Adams e Pedro Adams Junior. 

Nenhum comentário: