quarta-feira, outubro 26, 2011

Sementes de Educação Ambiental


Sementes de Educação Ambiental
Bere Adams

Em dezembro do ano passado, quando fui na USP de São Carlos para um evento de Educação Ambiental, tive o privilégio de passear com o Professor Genebaldo Freire Dias (de Brasília) pelos arredores da universidade e ele me convidou para entrar em um supermercado (de médio porte), pois precisava de alguns itens. Ele me falou que gosta muito de entrar nos mercados, pois estes mostram um pouco da cultura da cidade através dos produtos que disponibilizam, e é verdade (reparem). Na seção de frutas conheci a lichia. Separei alguns cachos da fruta (que se parece com morangos, porém tem uma casca rígida, vermelha clara, e seu interior é parecido com o da jabuticada) e assim, a lichia fez parte do meu cardápio da janta. Fiquei encantada com esta fruta e guardei algumas sementes. Chegando em casa, plantei oito delas, duas em cada vaso. Meses depois, somente duas delas brotaram, porém, uma só vingou. Aí está minha muda de lichia:


Não sei se as sementes são híbridas (e estéreis), como são as de muitas frutas adquiridas em mercados.
O que sei é que esta plantinha tem um significado muito especial. Ela representa uma lembrança de uma ação, persistência (das oito sementes somente esta tornou-se broto e vingou), parceria. Representa um caminho que quero trilhar enquanto eu viver, por mais difícil, contraditório e confuso que possa ser. Representa um sentimento mais profundo pela vida de todo Planeta.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...