terça-feira, abril 03, 2018

Nova edição e resultados do I PRÊMIO NACIONAL EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM AÇÃO

Lançamento da 63ª EDIÇÃO DA REVISTA ELETRÔNICA EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM AÇÃO

Março-junho/2018

Esta edição de Nº 63 da revista é um marco, pois representa a superação de muitas e muitas adversidades pelas quais passamos neste trimestre, mas vencemos. Erguidos, fortalecidos, com um sentimento de renascer, como a Fênix que das cinzas ressurgia, nós superamos e estamos aqui, para apresentar o nosso novo exemplar.

Quanto aprendizado!

A revista ficou fora do ar por três semanas, e isto não é nada, diante da amplitude do problema que tivemos. Perdeu-se todo conteúdo, e foi necessário recorrer aos “back ups” e (re)colocar na rede um trabalho de mais de 15 anos! As justificativas para a ocorrência do problema, por parte do antigo provedor foram frágeis e genéricas demais para a gravidade da situação, e optamos por migrar. A lição foi aprendida, e crescemos, mas crescer dói, assusta, e dá trabalho!

Há mais de 15 anos, um grupo de idealistas e sonhadores educadores ambientais resolveu se unir e criar a revista, desafiados pelo sentimento de que no “grupo de discussão” (como eram chamadas as primeiras ferramentas para interação social pela Internet), o GEAI (Grupo de Educação Ambiental da Internet - criado em maio de 2000), muito discutíamos, trocávamos links, projetos, ideias. Até que, em meados de 2001, alguém perguntou: O que, como grupo, podemos fazer, efetivamente, ao invés de ficar apenas discutindo e refletindo? Foi sugerida a criação de uma revista eletrônica, e os interessados (na época umas 20 pessoas) começaram a trabalhar. Assim, após 9 meses de preparo, a revista nasceu, em 2002.

Alguém falou, um dia, que esta publicação mereceria ser considerada como uma tese de doutorado. Fiquei pensando sobre isto, e é verdade, uma tese coletiva, que não se esgota e que agrega conhecimentos e práticas, das mais simples as mais complexas, - o que é próprio de um projeto educacional que acredita que é praticando que se aprende, e que todo começo deve ser incentivado e não desestimulado com críticas excessivamente acadêmicas, que mais engessam do que expandem ações. Mais do que uma “tese”, a revista é um legado, um tesouro que não está escondido, mas está à disposição de todos que anseiam por mudanças que gerem uma vida com mais qualidade para tudo e todos.

É! A nossa história de Educação Ambiental coletiva esteve por um triz, mas ela continua. Podemos perecer, se um o dia nos rendermos às forças do desencantamento, mas o nosso grupo é forte e já provou que sabe enfrentar duras adversidades.

Inicialmente, a revista surgiu para ser um informativo educacional de boas ações ambientais, boas práticas pedagógicas, para incentivar: professores sem referências para incluir a EA no ambiente escolar; comunidades a adotarem ações sustentáveis – que melhoram as condições de vida em todos os sentidos; empresas a implementarem sistemas que levem em conta, em cada etapa dos processos, o meio ambiente; e, oportunizar a crianças pequenas e grandes, adolescentes, adultos e idosos, uma nova sensibilidade, através de uma percepção diferenciada, para que olhem diferente para o mundo que os acolhe.

Na medida em que o tempo passou, claro, a nossa “cria” cresceu, e hoje está com quase dezesseis anos. Uma cria cultural em plena adolescência, que se revolta com as adversidades, mas que aposta, principalmente no amor, na união, na cooperação. O nosso objetivo nunca foi o de competir, mas sim, colaborar e compartilhar informações, matérias, dicas, textos, apresentando iniciativas de EA que despontam, dia após dia.

E é com grande satisfação, portanto, que anunciamos o lançamento da 63ª edição da revista virtual Educação Ambiental em Ação.

O exemplar tem a grata satisfação de apresentar os resultados do I PRÊMIO NACIONAL EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM AÇÃO, uma experiência que nos surpreendeu pela diversidade e qualidade das propostas apresentadas. Este prêmio foi um aprendizado maravilhoso, que certamente enriquecerá e incentivará muitas e muitas práticas de EA Brasil afora e, enriquecerá, também, a segunda edição do prêmio, que vislumbramos em um futuro não muito distante.

Além disso, apresentamos as maravilhosas contribuições de autores de diferentes universidades do País e de nossos colegas de equipe, que fazem a roda da Educação Ambiental girar, apresentando idéias, vivências, experiências, reflexões, práticas, das mais variadas temáticas, realizadas em diferentes contextos, o que é bem próprio da EA que se movimenta de forma interdisciplinar.

Fomos inspirados pela frase de Ludwig Klages, que foi um filósofo e psicólogo alemão (1872 1956):

"O ser humano introduziu no mundo a irregularidade e a desordem."

Levando em conta esta afirmação, é responsabilidade nossa trabalharmos para a retomada de, pelo menos, uma ordem mais natural das ações humanas, promovendo uma vida com qualidade para todos os seres da Terra.

Esperamos que façam um ótimo proveito deste conteúdo, que está recheado de práticas, ações, muito amor e muitas emoções.

www.revistaea.org

Bere Adams, editores e equipe da revista

Educação Ambiental em Ação.

Nenhum comentário: